terça-feira, 10 de novembro de 2009

História do Cordel: como tudo começou...

O Cordel tem origem nas feiras medievais da Península Ibérica, onde era apresentado pelos trovadores. Pelo fato de nessa época não existir tipografia ou qualquer tipo de impressão gráfica, os contos eram cantados e, para melhor fixação, realizados através de versos. Durante essa época, pouquíssimos eram feitos através de manuscritos.

Os folhetos de Cordel chegaram ao Brasil através dos colonizadores portugueses, que os trouxeram através de “folhas soltas” ou mesmo em manuscritos. Apenas no final do século XIX, com o aparecimento das pequenas tipografias, que a literatura de Cordel se fixou no Brasil como cultura popular e oral, construindo uma tradição própria.

No Nordeste, o ano de 1830 foi considerado o ano de partida da poesia popular brasileira. Uglino de Sabugi foi o primeiro cantador popular, filho do “pai da poesia popular”, Agostinho Nunes da Costa, que contribuiu muito para tornar o Cordel parte da literatura popular nordestina.

Através dos novos meios de comunicação o Cordel pode ser difundido para todo o Brasil. Dentre os cordelistas atuais destacamos: Antônio Klévisson Viana, Chico Calda, Joaquim Batista de Sena e João Cesário Barbosa.

Quer saber mais? Assista a vídeos que tratam do Cordel nos dias contemporâneos.
  • Documentário sobre literatura de Cordel


  • Reportagem sobre o Cordel nos dias atuais

Um comentário:

  1. gostei muito do blog pois me ajudou a fazer uma pesquisa e ganhar 10,0 amei 10 também 10,0

    ResponderExcluir